Sites Grátis no Comunidades.net
Free Translation Widget
ENQUETE GOSPEL
O QUE VOCÊ MAIS GOSTA NO SITE?
MENSAGENS
FOTOS
NOTÍCIAS
REDES
TESTEMUNHOS
Ver Resultados


Rating: 2.8/5 (298 votos)




ONLINE
1




Partilhe este Site...



 

Palavra viva-Pr.Josué Branquinho
Palavra viva-Pr.Josué Branquinho


                10/09/2013 Devocional

Vida cristã normal Ef 4.20- 5.2
“Todavia, não foi assim que vocês aprenderam de Cristo.
De fato, vocês ouviram falar dele, e nele foram ensinados de acordo com a verdade que está em Jesus.
Quanto à antiga maneira de viver, vocês foram ensinados a despir-se do velho homem, que se corrompe por desejos enganosos,
a serem renovados no modo d
e pensar e

a revestir-se do novo homem, criado para ser semelhante a Deus em justiça e em santidade provenientes da verdade.
Portanto, cada um de vocês deve abandonar a mentira e falar a verdade ao seu próximo, pois todos somos membros de um mesmo corpo.
"Quando vocês ficarem irados, não pequem". Apazigüem a sua ira antes que o sol se ponha,
e não dêem lugar ao diabo.
O que furtava não furte mais; antes trabalhe, fazendo algo de útil com as mãos, para que tenha o que repartir com quem estiver em necessidade.
Nenhuma palavra torpe saia da boca de vocês, mas apenas a que for útil para edificar os outros, conforme a necessidade, para que conceda graça aos que a ouvem.
Não entristeçam o Espírito Santo de Deus, com o qual vocês foram selados para o dia da redenção.
Livrem-se de toda amargura, indignação e ira, gritaria e calúnia, bem como de toda maldade.
Sejam bondosos e compassivos uns para com os outros, perdoando-se mutuamente, assim como Deus perdoou vocês em Cristo.
Portanto, sejam imitadores de Deus, como filhos amados,
e vivam em amor, como também Cristo nos amou e se entregou por nós como oferta e sacrifício de aroma agradável a Deus.”
Que tremenda é essa palavra; tão simples e repleta de tanta sabedoria e vida. 
Os novos na fé precisam receber esse ensino e os mais velhos na fé devem reciclar esse ensino e se tornarem exemplo dos fiéis.

• Renovarmos a nossa maneira de pensar._ É ocupar a mente com coisas que edificam, é alimentar a mente com coisas de boa fama.
• Abandonar a mentira._ A mentira é filha do diabo, aquele que pratica a mentira se faz filho do maligno.
• Não se exceda quando ficar irado._ Há momentos em que queremos dar vazão a nossa ira, quando essa é legitima, queremos responder a altura; mas a orientação de Deus é: “não peque”.
• Abandone o roubo._ Tomar posse de algo que não lhe pertence é roubo, independente do valor ou do que seja.
• Vigie no falar._ Palavra torpe é toda palavra inconveniente, que soa mal, pode não ser um palavrão mas incomoda aos ouvidos.
• Não entristeça o Espírito Santo._ Mantenha-se em santidade todo nível de pecado entristece o nosso melhor amigo.

• Jogue fora coisas do velho homem._ Ira; gritaria; calunia;amargura; indignação e toda maldade. Talvez você diga: “isso é impossível!” Eu te digo que não, se ocupe em Deus, e quando você perceber, não teve tempo de pecar.
Fomos chamados para sermos imitadores de Deus como filhos à seu pai. Vivamos em amor sendo um sacrifício de aroma agradável ao Senhor.
Shalom povo do avivamento.


 


 

 
 
10/10/2012
Shalom amados, vamos meditar.

Não fuja do seu chamado!1 Sm 22.1-2 

1 ¶ Então, Davi se retirou dali e se escapou para a caverna de Adulão; e ouviram-no seus irmãos e toda a casa de seu pai e desceram ali para ele.
2 E ajuntou-se a ele todo homem que se achava em aperto, e todo homem endividado, e todo homem de espírito desgostoso, e ele se fez chefe deles; e eram com ele uns quatrocentos homens.
Intro:
Assim como Deus fez com Davi, Ele faz com se
us lideres de hoje. Estamos em uma preparação para uma grande conquista e as circunstancias não determinam o nosso animo muito menos o nosso futuro. 
Não fuja do seu destino!
Os fatos que se seguiram após a morte de Golias e as sucessivas vitórias de Davi, causaram ciúmes no invejoso rei Saul. Este por sua vez o perseguia provocando a sua fuga.
Davi foge para um amigo: Ele procura o sacerdote Aimeleque; 1Sm 22.1 ¶ Então, veio Davi a Nobe, ao sacerdote Aimeleque; e Aimeleque, tremendo, saiu ao encontro de Davi e disse-lhe: Por que vens só, e ninguém, contigo?
Há momentos em que tudo que queremos é não nos envolver, e fugir da responsabilidade de um chamado de Deus. Davi procurou os amigos para se refugiar dos problemas de seu chamado mas não pode ficar com eles.
Davi se esconde no terreno do inimigo: Na tentativa de nos esquivarmos do chamamento do Senhor, muitos se escondem próximos do inimigo, do pecado e da morte. Davi fez assim, mas quando temos um chamado o nosso nome é publicado nos céus e até seus inimigos tem de reconhecer que fomos chamados! 1 Sm 21.10 e 11.
10 ¶ E Davi levantou-se, e fugiu, aquele dia, de diante de Saul, e veio a Aquis, rei de Gate.
11 Porém os criados de Aquis lhe disseram: Não é este Davi, o rei da terra? Não se cantava deste nas danças, dizendo: Saul feriu os seus milhares, porém Davi, os seus dez milhares?
Davi tenta enterrar um chamado: em nossos equívocos da vida e de ministério; muitas vezes queremos desistir a tal ponto que procuramos as “cavernas”de nossa existência para nos abrigarmos e enterrarmos a chamada.
• A caverna da família; com seus problemas e lutas.
• A caverna das finanças e trabalho que não nos deixam tempo para o Senhor.
• A caverna do descaso, onde fingim
os que nada nos afeta e que não estamos entendo a voz de Deus a nos chamar. 
O inusitado: Interessante, é que são estes fujões, à quem Deus tem procurado. Creio que para quando a Glória e a Majestade dadas por Yeshua se manifestarem, saibamos que foi ELE e não nós que tudo fizeram. Lamentações 4:2 Os preciosos filhos de Sião, comparáveis a puro ouro, como são, agora, reputados por vasos de barro, obra das mãos do oleiro! 2 Coríntios 4:7 Temos, porém, esse tesouro em vasos de barro, para que a excelência do poder seja de Deus e não de nós.
Foi exatamente ali, na caverna, local onde naturalmente seria escolhido para sepultar os mortos que Ruáh Racodesh escolheu para fazer nascer valentes de uma chamada.
Ali a família de Davi foi restaurada; homen
s desistidos e desprezados se tornaram guerreiros de valor inestimável. Dali Davi partiu para sua maior vitória e seu destino certo.
Conclusão:
Até quando você vai fugir do seu destino?
Até quando os amigos serão a desculpa para não se posicionar diante daquele que te convoca para grande colheita?
Até quando estará escondido entre os pecadores se você sabe, e eles sabem que ali não é o seu lugar? 
Até quando as cavernas da vida te serão abrigo e esconderijo contra o chamado, se até ali a Mao do Senhor te encontra.
Sl 139.1-12
1 ¶ SENHOR, tu me sondaste e me conheces.
2 Tu conheces o meu assentar e o meu levantar; de longe entendes o meu pensamento.
3 Cercas o meu andar e o meu deitar; e conheces todos os meus caminhos.
4 Sem que haja uma palavra na minha língua, eis que, ó SENHOR, tudo conheces.
5 Tu me cercaste em volta e puseste sobre mim a tua mão.
6 Tal ciência é para mim maravilhosíssima; tão alta, que não a posso atingir.
7 ¶ Para onde me irei do teu Espírito ou para onde fugirei da tua face?
8 Se subir ao céu, tu aí estás; se fizer no Seol a minha cama, eis que tu ali estás também;
9 se tomar as asas da alva, se habitar nas extremidades do mar,
10 até ali a tua mão me guiará e a tua destra me susterá.
11 Se disser: decerto que as trevas me encobrirão; então, a noite será luz à roda de mim.
12 Nem ainda as trevas me escondem de ti; mas a noite resplandece como o dia; as trevas e a luz são para ti a mesma coisa. ...
23 Sonda-me, ó Deus, e conhece o meu coração; prova-me e conhece os meus pensamentos.
24 E vê se há em mim algum caminho mau e guia-me pelo caminho eterno.
2 Timóteo 2:15 Procura apresentar-te a Deus aprovado, como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a palavra da verdade.
2 Timóteo 4:5 Mas tu sê sóbrio em tudo, sofre as aflições, faze a obra de um evangelista, cumpre o teu ministério.
Há um chamado universal para a igreja do Senhor, e neste chamado todos estamos engajados quer queiramos ou não (Mc 16.15 E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura.), a pergunta é: vamos obedecer a voz daquele que nos chama ou seremos negligentes até o dia da prestação de contas? Mt 25.19 E, muito tempo depois, veio o senhor daqueles servos e ajustou contas com eles.

É CHAGADA A HORA DE ARREGAÇAR AS MANGAS E TRABALHAR PARA O REINO!
VAMOS ABRIR AS CÉLULAS E GANHAR AS ALMAS, SAIR PARA AS RUAS; HOSPITAIS E PRESÍDIOS; VAMOS GANHAR JOVENS VELHOS E CRIANÇAS PARA GLÓRIA DE DEUS!
SHALOM.
---------------------------------------------------------------------------------------
---------------------------------------------------------------------------------------



09/08/12.

7° Moriá o altar da entrega Gn 22.1-14

Intro: 
Entenda que Altar é um lugar onde você coloca seu melhor.
Sabe por que muitas vezes não colocamos as nossas coisas diante do altar de Deus? Porque não o conhecemos. Se não o conhecemos, não confiaremos Nele. 
Abraão era um homem completamente quebrantado ao Senhor, sensível a voz de Deus para saber compreender as instruções dadas para o tão difícil p
edido do Senhor; entregar Isaque o seu filho, o filho da promessa em holocausto vivo. E ainda assim o adorar em obediência e entrega plena.
1) Via dolorosa:
Is 53.5 Mas ele foi ferido pelas nossas transgressões e moído pelas nossas iniqüidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e, pelas suas pisaduras, fomos sarados.
“... Pela via dolorosa,
Que é a estrada do horror,
Qual ovelha veio Cristo,
Rei e Senhor
Ele foi quem escolheu
Dar a vida por ti e por mim
Pela via dolorosa,
Meu Jesus sofreu assim...”
A caminhada de Abraão e Isaque se assemelha a jornada de Deus e Yeshua para o calvário. Talvez daí o ser chamado de amigo de Deus; só quem conhece a dor da perda e da entrega poderia entender o que significava cada passo de Abraão.
Moriá e Golgota se tornam semelhantes pela dor, pela angustia, pela entrega e pela graça. Não se pode falar de um sem se lembrar do outro. “Sem as marcas da cruz em nossas vidas nós adoramos a nós mesmos, nós consideramos nossas vidas e tudo que temos por demais preciosos para serem oferecidos a Deus”.
2) Abraão, um homem quebrantado:
Salmos 34:18 Perto está o SENHOR dos que têm o coração quebrantado e salva os contritos de espírito.
Salmos 51:17 Os sacrifícios para Deus são o espírito quebrantado; a um coração quebrantado e contrito não desprezarás, ó Deus.

:“Homens sãos, não contundidos, não quebrados, são de pouco uso para Deus”. Lutero dizia: “Deus põe a sua marca em todos quantos o obedecem”. Abraão era um homem quebrantado, um construtor de altares que sabia o significado de seu trabalho. Sua marca era levantar o altar. E não existe altar sem sacrifício, sem o melhor.
Abraão entendia que era necessário obedecer ao Senhor, e cria que Deus era poderoso para lhe reaver o filho. 
3) Isaque uma figura de Cristo:
Isaque tinha 25 anos quando Abraão o levou para o sacrifício. Seu pai com 125 anos seria facilmente vencido em uma luta e Isaque escaparia, mas como ovelha muda ele não reagiu, não lutou confiou no Deus da sua salvação. Isaque foi à oferta que trouxe a promessa, Yeshua a oferta que trouxe Salvação. 
Conclusão:
Jesus veio para salvar o que estava perdido, Ele é o cordeiro que veio a substituir seu Isaac. Então quem vai até o altar do Senhor é porque conhece a Deus.
Quando parecia que Abraão ia perder seu filho, Deus provê o cordeiro. No altar não perdemos o que damos, pelo contrário, somos restituídos por Deus de maneira surpreendente.

 
 
 
 
 
 
26/07/12.
Manré o altar da aliança Gn 15.8-10

8 E disse ele: Senhor JEOVÁ, como saberei que hei de herdá-la?
9 E disse-lhe: Toma-me uma bezerra de três anos, e uma cabra de três anos, e um carneiro de três anos, e uma rola, e um pombinho.
10 E trouxe-lhe todos estes, e partiu-os pelo meio, e pôs cada parte deles em frente da outra; mas as aves não partiu.

Intro:
Aqui vemos que Abraão fica preocupado pelo fato de não ter descendência e se esquece de levantar um altar ao Senhor. Então Deus lhe diz nos versículo 8 e 9 de Gênesis 15 que ele devia erguer um altar. Para isto lhe deu todas as instruções de como fazê-lo.
Esse altar é diferente, ele fala de aliança, de pacto com Deus.
1) Aliança:
Toda aliança é um acordo entre duas partes, há diversas alianças na vida e as alianças feitas em Deus não devem ser quebradas. 
Abraão faz uma alinça deste tipo ao partir os animais ao meio; Deus vem e faz passar uma tocha de fogo por entre os pedaços formando um oito. É aliança de sangue, aliança do Shen.
Aliança entre amigos: Davi e Jônatas são um exemplo de amizade que não se deve quebrar. Em dias como os atuais onde as pessoas já não confiam mais uma nas outras, a aliança entre amigos é cada vez mais rara (Provérbios 18:24 O homem que tem muitos amigos pode congratular-se, mas há amigo mais chegado do que um irmão).
Aliança de negócios: Amós 3:3 Andarão dois juntos, se não estiverem de acordo?
É preciso firmar aliança de propósito para que um negócio seja bem sucedido. Sem acordo não há aliança.
Aliança de família: Efésios 5:31 Por isso, deixará o homem seu pai e sua mãe e se unirá à sua mulher; e serão dois numa carne. Quando isso ocorre, uma nova sede familiar é formada. Um acordo que tem por base o amor.
Há porem, um inimigo para toda aliança; Leviatã a antiga serpente do Édem. Isaías 27:1 ¶ Naquele dia, o SENHOR castigará com a sua dura espada, grande e forte, o leviatã, a serpente veloz, e o leviatã, a serpente tortuosa, e matará o dragão que está no mar. Leviatã é na verdade um espírito que vem para fazer naufragar as amizades de aliança; os negócios; a família e a igreja.
Mas no altar da aliança, recebemos a unção e as armas necessárias para matar o dragão e esmagar a cabeça da serpente (Romanos 16.20 E o Deus de paz esmagará em breve Satanás debaixo dos vossos pés. A graça de nosso Senhor Jesus Cristo seja convosco. Amém!)
2) Aliança com Deus:
“Jesus firmou comigo uma aliança, na qual eu vivo e posso descansar” a aliança com Deus nos traz paz e harmonia. Não uma ausência de guerras ou problemas mas a plena certeza de que em todo tempo o Senhor estará conosco para nos livrar e nos dar a vitória.
O desejo de Deus é ter com o homem uma aliança eterna, de vida e não de morte; de paz e não de guerra; de bem e não de mal.
Somente no altar essa aliança tem efeito. Ela parte de Deus para o homem e não do homem para Deus. 1 João 4:19 Nós o amamos porque ele nos amou primeiro.
Conclusão:
Abraão fez o que Deus mandou e cuidou do altar, protegendo-a das aves de rapina, até o por do sol. Como você tem cuidado da sua aliança? Como está a sua aliança?
Uma aliança feita em Deus não deve ser quebrada.
09/07/12
 

 

Josué Branquinho Maranatha Cdd


Betel altar da restauração Gn 12 . 8-10

Intro: Não se aparte do lugar da sua benção!
Muitos hoje perdem a benção, por se afastarem dela, e enganados pelo próprio coração, se apartam de Betel da casa de Deus.
1) Uma linha divisória:
Podemos dizer que é a vida de altar, é a consagração, ela permite que a cruz nos separe do mundo, do amor ao mundo, de “tudo o que há no mundo” ( cobiças, concupiscências e soberba ). A cruz coloca o mundo para trás de nós e mantém viva e clara diante de nós a visão da Casa de Deus
 (Betel)! 
Abarão havia construído um altar entre Ai e Betel, entre o mundo e a casa de Deus. estar na casa de Deus não é uma “vacina” contra os problemas e decepções da vida. Antes é a garantia de que em todo o tempo o Senhor o Espírito Santo será nosso guia e companheiro fiel. “...eis que estou convosco todos os dias...”
2) O que nos tira de Betel?
O acostumar-se com a unção: Usá o Belemita (habitante de betel) cresceu na casa de seu pai um sacerdote, ele estava acostumado a ver a Arca da aliança (símbolo da presença de Deus em Israel) em sua casa, porque esta havia ficado por muito tempo aos cuidados de seu pai. Uzá brincava ao redor da Arca, fazia “pique pega; pique esconde” ao redor da arca. Imagine quants vezes ele não tocou , esbarrou na Arca e nada aconteceu? Uzá ao crescer e se tornar levita, já estava tão acostumado com a Arca de Deus que já não tinha mais temos. Ao trazer a Arca para Jerusalém, não seguiram os preceitos de honra e santidade e quando os bois manquejaram Uzá segura a arca, não creu que Deus era capaz de fazê-la se sustentar do nada. Uzá morre por ter se acostumado a presença e achar que Deus era seu igual. (....pensava que eu era teu igual...)
Olhar para os problemas: Quando o nosso foco não é mais o Senhor e sim as lutas e aflições dessa vida, estamos no caminho do precipício. A bíblia diz: as afições deste tempo não são para comparar com a glória... abraão tirou os olhos do Senhor e só enxergou a fome do momento. Quand
o isso acontece, somos levados a olhar para o Egito e a crer que lá poderemos ser bem sucedidos.
Que ocorre quando saímos da comunhão Gênesis 12.10-20: No Egito tem riqueza, mas não tem altar Abraão comete o triste pecado da "incredulidade" Abraão vai para o Egito e lá é contaminado com o mundo; duvida que Deus o protegeria e passa a mentir (jeitinho brasileiro).
"...Dize, peço-te, que és minha irmã, para que me vá bem por tua causa, e que viva a minha alma por amor de ti..." Genesis 12:13, Deus incomoda a Faraó que exorta e corrige a Abraão "...Então, chamou Faraó a Abrão e disse: Que é isto que me fizeste? Por que não me disseste que ela era tua mulher?" Genesis 12:18. Este choque levou Abraão a tomar uma decisão acertada: VOLTAR para onde NUNCA deveria ter saído sem a ordem de Deus: Betel - A Casa de Deus: 
Conclusão:
Deus não pula etapas em nosso relacionamento com Ele. Abrão voltou a Betel depois de passar pelo Egito. "...E fez as suas jornadas do Sul até Betel, até ao lugar onde, ao princípio, estiv
era a sua tenda, entre Betel e Ai; até ao lugar do altar que, dantes, ali tinha feito; e Abrão invocou ali o nome do SENHOR..." Genesis 13:3 e 4. NUNCA é tarde para voltarmos para a comunhão e tornar a "invocar" o nome do SENHOR.
Betel altar da restauração Gn 12 . 8-10

Intro: Não se aparte do lugar da sua benção!
Muitos hoje perdem a benção, por se afastarem dela, e enganados pelo própri
o coração, se apartam de Betel da casa de Deus.
1) Uma linha divisória:
Podemos dizer que é a vida de altar, é a consagração, ela permite que a cruz nos separe do mundo, do amor ao mundo, de “tudo o que há no mundo” ( cobiças, concupiscências e soberba ). A cruz coloca o mundo para trás de nós e mantém viva e clara diante de nós a visão da Casa de Deus (Betel)! 
Abarão havia construído um altar entre Ai e Betel, entre o mundo e a casa de Deus. estar na casa de Deus não é uma “vacina” contra os problemas e decepções da vida. Antes é a garantia de que em todo o tempo o Senhor o Espírito Santo será nosso guia e companheiro fiel. “...eis que estou convosco todos os dias...”
2) O que nos tira de Betel?
O acostumar-se com a unção: Usá o Belemita (habitante de betel) cresceu na casa de seu pai um sacerdote, ele estava acostumado a ver a Arca da aliança (símbolo da presença de Deus em Israel) em sua casa, porque esta havia ficado por muito tempo aos cuidados de seu pai. Uzá brincava ao redor da Arca, fazia “pique pega; pique esconde” ao redor da arca. Imagine quants vezes ele não tocou , esbarrou na Arca e nada aconteceu? Uzá ao crescer e se tornar levita, já estava tão acostumado com a Arca de Deus que já não tinha mais temos. Ao trazer a Arca para Jerusalém, não seguiram os preceitos de honra e santidade e quando os bois manquejaram Uzá segura a arca, não creu que Deus era capaz de fazê-la se sustentar do nada. Uzá morre por ter se acostumado a presença e achar que Deus era seu igual. (....pensava que eu era teu igual...)
Olhar para os problemas: Quando o nosso foco não é mais o Senhor e sim as lutas e aflições dessa vida, estamos no caminho do precipício. A bíblia diz: as afições deste tempo não são para comparar com a g
lória... abraão tirou os olhos do Senhor e só enxergou a fome do momento. Quando isso acontece, somos levados a olhar para o Egito e a crer que lá poderemos ser bem sucedidos.
Que ocorre quando saímos da comunhão Gênesis 12.10-20: No Egito tem riqueza, mas não tem altar Abraão comete o triste pecado da "incredulidade" Abraão vai para o Egito e lá é contaminado com o mundo; duvida que Deus o protegeria e passa a mentir (jeitinho brasileiro).
"...Dize, peço-te, que és minha irmã, para que me vá bem por tua causa, e que viva a minha alma por amor de ti..." Genesis 12:13, Deus incomoda a Faraó que exorta e corrige a Abraão "...Então, chamou Faraó a Abrão e disse: Que é isto que me fizeste? Por que não me disseste que ela era tua mulher?" Genesis 12:18. Este choque levou Abraão a tomar uma decisão acertada: VOLTAR para onde NUNCA deveria ter saído sem a ordem de Deus: Betel - A Casa de Deus: 
Conclusão:
Deus não pula etapas em nosso relacionamento com Ele. Abrão voltou a Betel depois de passar pelo Egito. "...E fez as suas jornadas do Sul até Betel, até ao lugar onde, ao princípio, estivera a sua tenda, entre Betel e Ai; até ao lugar do altar que, dantes, ali tinha feito; e Abrão invocou ali o nome do SENHOR..." Genesis 13:3 e 4. NUNCA é tarde para voltarmos para a comu
nhão e tornar a "invocar" o nome do SENHOR.

 

 
  •